29 de junho de 2022

Faixas controversas de Cascio do álbum "Michael" começam a ser removidas das plataformas digitais



Desde seu lançamento em 2010, o primeiro álbum postumamente lançado de Michael Jackson's Estate está sob escrutínio e controvérsia dos fãs.

O álbum intitulado simplesmente 'Michael' incluiu 10 faixas, incluindo 'Hold My Hand' com Akon, que vazou em 2008. Ele também incluiu '(I like) The Way You Love Me', uma versão alternativa que foi lançada em 2004. Álbum multidisco 'Ultimate Collection'.

No entanto, três faixas foram criticadas. 'Keep Your Head Up', 'Monster' e 'Breaking News' tiveram dúvidas sobre se é ou não Michael cantando ou um som parecido. A opinião geral da comunidade de fãs de MJ é que essas três músicas são falsas.


Embora não acreditemos que o Espólio liberaria intencionalmente material falso, acredita-se que eles foram enganados por Eddie Cascio e seus irmãos. Eles eram amigos íntimos de Michael durante sua vida, e as músicas foram escritas por eles. As faixas agora são conhecidas como as faixas Cascio.

Acredita-se que, na falta de faixas com vocais "completos" de Michael Jackson, os Irmãos Cascio provalemente ilcuíram vocalistas que imitam a voz de Michael.

Há uma grande controvéria nestas faixas, pois nós do MJVIPCLUB já provamos que existem recortes de alguns vocais de Michael nelas, como você pode ver no vídeo abaixo:



Link para o víedo:
https://www.youtube.com/watch?v=w7ViJ8jie9A

Mesmo com toda esta controvérsia, é inegável que as 3 faixas em questão tem a mesma vibe/energia das composições de Michael Jackson e poderiam tranquilamente terem sido criadas e lançadas por ele.

Embora os fãs tenham falado sobre seu descontentamento com as faixas de Cascio, o Estate também foi atingido por um processo de fãs alegando propaganda enganosa de um produto. Surpreendentemente, na manhã de hoje, 29/06/2022, essas três faixas foram removidas da maioria das principais plataformas de streaming, incluindo a Apple Music. O Spotify ainda não removeu as falxas, mas acreditamos que a plataforma também realizará a remoção em breve.

Esta é uma grande notícia e um dia monumental de 12 anos em construção.

Fonte: MJWN

27 de junho de 2022

FOTOS DO WORLD CRY 2022 + AGRADECIMENTO


O MJ VIP CLUB + Grupo Faça A Mudança agradecem pela presença de cada um que esteve conosco ontem, relembrando e celebrando a vida de Michael Jackson .

A tarde foi linda, cheia de amor, lembranças, e a supresa incrível da galera do Fc We Are the World que se juntou a nós trazendo deliciosas guloseimas e essa mesa temática dando um colorido muito especial a esta data.

23 de junho de 2022

CAMPANHA DO AGASALHO MJVIPCLUB + EXÉRCITO DE SALVAÇÃO 2022

Neste final de semana em que se completam 13 anos desde a partida de Michael Jackson, nós do @mjvipclub, juntamente com a comunidade de fãs brasileiros, celebramos seu legado de amor e caridade dando início a nossa Campanha do Agasalho 2022. 

18 de junho de 2022

DOMINGO – 26/JUNHO — 11H — MJ WORLD CRY 2022 — RIO DE JANEIRO/BRASIL


MJVIPCLUB e Grupo Faça a Mudança lhe convidam para participar deste singelo encontro de fãs que tem como propósito de nos abraçarmos e relembrar nosso querido Michael, que há 13 anos virou mais uma estrela no Céu!

Seguindo os passos de MJ, nesta data daremos início à nossa "Campanha do Agasalho 2022", em parceria com o Exército de Salvação, que tem o propósito de arrecadar agasalhos para doar a quem precisa.

10 de junho de 2022

Novo CD, 'MJ The Musical: The Original Broadway Cast Recording', será lançado em julho!


O álbum "MJ The Musical: The Original Broadway Cast Recording" estará disponível a partir de 15 de julho. Anunciado em fevereiro , as sessões de gravação e mixagens foram feitas e o álbum chegará ao mercado americano já em 15 de julho, nas lojas e download.

3 de junho de 2022

No local em que o Rei do Pop foi fotografado para a capa do lendário “Off The Wall”, novo mural homenageia MJ em Los Angeles


Um novo mural de Michael Jackson apareceu em Los Angeles.

Nathan, um ilustrador fanático, também fã de Michael Jackson, pintou um novo mural com Off The Wall, de Michael Jackson, na área de Fairfax, em Los Angeles.

19 de maio de 2022

Michael Jackson: 'Moonwalk', autobiografia do cantor, ganha versão brasileira após 34 anos


Publicado originalmente em 1988, livro autoral de Michael Jackson chega ao Brasil em agosto pela editora Estética Torta

Moonwalk, a autobiografia de Michael Jackson, vai ganhar edição brasileira pela primeira vez. Publicado originalmente em fevereiro de 1988 — cinco meses após o lançamento do álbum Bad —, e nomeado em alusão ao passo de dança, o livro foi a única vez que Michael contou sua história em suas próprias palavras.

A edição brasileira será lançada dia 29 de agosto, dia em que Michael completaria 64 anos, e chega ao país pela editora Estética Torta. A introdução é de Berry Gordy (fundador da Motown Records), o prefácio é de Jacqueline Kennedy Onassis (ex-primeira-dama dos Estados Unidos) e o posfácio é de Shaye Areheart (editora original da obra). Trata-se de uma edição de luxo, com de fotografias raras dos álbuns da família Jackson e dos arquivos pessoais de Michael. O livro já está em pré-venda por R$ 169,90. 

ATENÇÃO:
As postagens serão feitas a partir de 29 de agosto, data de nascimento de Michael Jackson, e se estenderão por 15 dias a partir desta data, respeitando a ordem em que cada um comprou.

As primeiras 999 cópias do livro serão numeradas com certificado!

CLIQUE AQUI para adquirir o seu



Das origens humildes em Gary, Indiana, ao sucesso sem precedentes obtido como artista responsável por Thriller(1982), o disco mais vendido da história da indústria fonográfica, Michael fala abertamente sobre tudo, revelando a inspiração por trás de sucessos como “Beat It”, “Billie Jean”, “Human Nature” e “We Are the World” e sobre como desenvolveu seu estilo de dança, elogiado por nomes como Fred Astaire e Gene Kelly. O livro ainda traz seus registros de amizades com ídolos como Paul McCartney, Quincy Jones, Diana Ross, Marlon Brando e Katherine Hepburn, entre outros.

Veja alguns trechos da obra:

Michael Jackson não foi um artista que surge uma vez numa década, numa geração ou numa vida inteira. Ele foi um artista que surge uma única vez, ponto-final. Na verdade, quanto mais penso e falo sobre Michael Jackson, mais eu acho que ‘Rei do Pop’ não era o bastante para ele. Acho que ele foi simplesmente ‘O Maior Artista Que Já Viveu’.

Berry Gordy

Este artista talentoso é um homem sensível, caloroso, engraçado e cheio de sabedoria. Moonwalk, seu livro, oferece uma visão extraordinária do artista em ação e em reflexão.

Jacqueline Kennedy Onassis

Eu sempre quis ser capaz de contar histórias; histórias que viessem de minha alma. Gostaria de me sentar ao pé de uma lareira e contar histórias às pessoas; mostrar-lhes imagens, fazer com que chorassem e rissem, levá-las a qualquer lugar emocionalmente com algo de uma simplicidade tão enganosa como as palavras. Gostaria de contar histórias que comovessem suas almas e as transformassem. Sempre quis ser capaz de fazer isso. Imaginem como os grandes escritores devem se sentir, sabendo que possuem esse poder. Às vezes sinto que poderia fazer isso. É algo que gostaria de desenvolver. De certa forma, escrever canções utiliza as mesmas capacidades, cria os altos e baixos emocionais, mas a história é um esboço. É como o mercúrio. Existem poucos livros sobre a arte de contar histórias; como agarrar o leitor, como manter unido um grupo de pessoas e diverti-las. Sem figurino, sem maquiagem, sem nada; só você, sua voz e sua capacidade poderosa de transportá-las para qualquer lugar, de transformar suas vidas, ainda que por apenas alguns minutos.

Michael Jackson

Fonte: rollingstone
Imagem: Reprodução Internet


31 de janeiro de 2022

Album raríssimo do Jackson 5 será relançado - Ouça prévias aqui


Boogie  é um álbum de compilação de faixas lançadas anteriormente e inéditas de The Jackson 5.

Foi lançado pela gravadora Motown sob "Natural Resources" em 16 de janeiro de 1979, após o lançamento de Jacksons'  Destiny  (1978) um ​​mês antes. 

Boogie  é considerado o mais raro de todos os lançamentos do Jackson 5/Jacksons, já que poucos álbuns foram prensados ​​e menos vendidos na época.