11 de setembro de 2012

O Rei da humanidade: Michael Jackson fez a sua parte ajudar as famílias das vítimas do ataque ao Word Trade Center

Michael Jackson sempre foi um homem preocupado com os problemas que afetavam o planeta terra.
Após os ataques do 11 de setembro de 2001, Michael buscou uma forma de ajudar as famílias das vítimas daquele dia fatídico.
Foi assim, que nasceu "What More Can I Give".

Com capa ilustrada pelo brasileiro Romero Britto, e ainda com a versão em espanhol "Todo Para Ti", o single beneficente foi gravado por Michael Jackson e mais outros 35 artistas, com a meta de arrecadar $50 milhões de dólares para as inúmeras entidades dedicadas às vítimas e famílias do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001.
A versão em espanhol da canção foi também feita para atingir os povos da América Latina. 
Jackson foi originalmente inspirado a escrever a canção depois de conhecer o, até então presidente da África do Sul, Nelson Mandela em 1999 e comentou que a canção visava "encontrar estímulo na trilha de ataques sob a América para criar um senso de União Global em face da grande violência e assassinatos em massa" que ocorreram na época.
O single nunca foi comercialmente lançado devido a um conflito entre Michael Jackson e a "Sony Music", que acreditava que seria gerado um conflito de marketing entre o álbum Invincible (recém-lançado por Jackson na época). Contudo, meses depois do lançamento de Invincible, a Sony ainda se recusava a lançar o single.
Foi um dos motivos pelo qual Jackson chamou o, até então presidente-executivo da Sony Music, Tommy Mottola de "racista", o qual acredita-se ter sabotado o marketing do lançamento de Michael (Invincible).
Mesmo assim, posteriormente, Michael conseguiu reunir artistas em um show beneficente realizado em 21 de outubro de 2001, no RFK Stadium , em Washington.

Confira o vídeo:


Fonte: wikipedia